No ano em que o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) completa 30 anos, o MEC anunciou uma nova versão da prova. Ela será aplicada anualmente para os alunos de todas as séries a partir do 2º do ensino fundamental. O objetivo é trazer resultados com mais agilidade para conseguir realizar intervenções pedagógicas a curto prazo. A partir do ensino médio, os resultados poderão ser usados para ingressar no ensino superior. As mudanças foram publicadas, no dia 6 de maio,  em portaria no Diário Oficial da União (DOU).        

Anteriormente a avaliação era aplicada a cada dois anos a estudantes dos 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio. 

As provas serão realizadas em papel até o 4º ano do ensino fundamental e eletrônicas a partir do 5º ano. A ideia é que as provas digitais sejam adaptativas, ou seja, o sistema sorteará a próxima questão, baseada na resposta dada no item anterior. Assim, cada avaliação se tornará única.

Enem seriado

O novo Saeb traz o chamado Enem seriado. Nele, as provas dos alunos do ensino médio formarão uma nota a partir da pontuação adquirida em cada uma das três séries, que poderá ser utilizada para acesso ao ensino superior. Os estudantes que fizerem a prova da 1ª série em 2021 já estarão concorrendo a vagas nas universidades para quando concluírem o ensino médio, em 2023. 

O Enem tradicional não deixará de existir, uma vez que o Enem seriado é apenas mais uma porta de entrada ao ensino superior.

Programa de residência em avaliação educacional

Conforme determina a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), o novo Sistema de Avaliação da Educação Básica será feito em colaboração com os estados e municípios. Dessa forma, professores das respectivas redes de ensino trabalharão no Inep, por período temporário, em que irão atuar na construção do novo Saeb.  Esses docentes cooperarão com o trabalho em todo o processo de preparação da avaliação, serão capacitados para a elaboração de itens de provas, especificidades da logística de aplicação do exame em larga escala e atuarão, em seguida, como multiplicadores dos conhecimentos adquiridos.

Com informações do Mec/Inep

GOSTOU DO CONTEÚDO? COMPARTILHA COM A GALERA!