É o sonho de milhares de estudantes começar a cursar o ensino superior, não é mesmo? Mas existem pessoas que não conseguem ou tem dúvida se vale a pena investir em uma graduação. Por isso, nest post vamos te ajudar a entender como funciona o ProUni e quem pode solicitar esse benefício. Confira!

Realmente, estamos falando de um investimento alto, tanto financeiramente quanto ao tempo destinado para sua formação. Portanto, é natural que você se questione e até sinta insegurança em relação ao investimento proposto. 

Mas tenha em mente que ter um diploma de nível superior vai te proporcionar muitos benefícios, como oportunidades melhores de trabalho. Isso mesmo, ter um diploma em mãos aumenta consideravelmente a chance de conquistar uma boa vaga de emprego. Vale a pena todo esforço e investimento!  

Mas existem programas governamentais como, por exemplo, o ProUni para te ajudar a conquistar o seu diploma com as tão sonhadas bolsas de estudos. Por isso, hoje, preparamos esse conteúdo com tudo que você precisa saber para entender como funciona o ProUni. Vamos lá?

O que é ProUni?

Todos os anos milhares de estudantes prestam o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), para ingressar em universidades públicas ou privadas, por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (SISU), Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) e o Programa Universidade Para Todos (ProUni). 

Mas a grande atração é o ProUni que proporciona aos estudantes a chance estudar de graça ou com bolsas parciais em faculdades particulares de todo o Brasil, utilizando apenas a nota do ENEM.

O ProUni é um programa do Ministério da Educação (MEC), criado em 2004 pelo governo federal, que oferece bolsas de estudos integrais e parciais em instituições particulares de ensino superior. Todo ano, são concedidas mais de 250 mil bolsas pelo programa ProUnI, que já ajudou mais de 2 milhões de estudantes

ProUni quem pode participar?

Quem pode participar do ProUni

Para poder participar do ProUni, você precisa prestar Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na edição anterior ao processo seletivo do ProUni e obter a nota mínima estabelecida pelo MEC. Ou seja, quem deseja concorrer ao ProUni 2022, precisa fazer o Enem 2021 e ter desempenho mínimo de 450 pontos nas provas e nota maior do que zero na redação. 

A inscrição é gratuita e as vagas são ofertadas semestralmente. Portanto, se você tem interesse precisa prestar bastante atenção no cronograma divulgado pelo MEC, com datas da abertura e fechamento das inscrições.

Além disso, você é fundamental preencher os requisitos de renda mínima familiar e atender a pelo menos um dos pré-requisitos abaixo: 

Requisitos obrigatórios:

  1. Ter cursado o ensino médio completo em escolas públicas ou ter cursado em escolas privadas com bolsa de estudo integral da instituição; 
  2. Ter cursado parcialmente o ensino médio em escola pública ou em instituições privadas, mas com bolsa integral da instituição ensino; 
  3. Ser portadora de alguma deficiência;
  4. Ser professor (a) da rede de escolas públicas, na educação básica, em efetivo exercício. Além de estar concorrendo a vaga em curso de licenciatura, superior ou pedagogia. Neste caso, a renda familiar por pessoa não é considerada;
  5. Comprovar renda familiar bruta per capita.

Para atender os requisitos socioeconômicos e estar elegível para bolsa de estudo integral, você precisa ter renda mensal familiar per capita inferior a R$1.500 de salário-mínimo. E para bolsas parciais de 50%, você pode ter renda familiar superior a R$1500 e inferior a 3 salários-mínimos.

Lembrando que o cálculo é feito com base na renda total de todos os integrantes que moram na mesma casa. Para isso, basta você somar os valores e dividir o valor total pelo número de moradores, tendo assim a quantia da renda familiar bruta per capita.

Por exemplo, vamos supor que na sua casa more você e sua mãe. Você tem um salário de R$1100 por mês, já a sua mãe ganha R$1800. Nesse caso, você precisa somar os dois valores e dividir por 2:

1100 + 1800 = 2900 / 2 = 1450.

Portanto, a sua renda familiar per capita seria de R$1450, ou seja, você estaria apto para se inscrever para o ProUni.

Atenção, para ter direito à bolsa é essencial que o candidato, com exceção dos docentes, não tenha ainda um diploma do ensino superior! 

E aí, já quer garantir sua bolsa de estudo e começar a estudar ainda esse ano? Então continue a leitura porque separamos MAIS DICAS para te ajudar a entender como funciona o ProUni, confira! 

Como se inscrever no ProUni?

Inscrição do ProUni

Você pode fazer a sua inscrição pelo próprio site do ProUni em apenas uma etapa, onde você vai precisar inserir o seu número de inscrição do ENEM e a sua senha de acesso. Após entrar no site você já pode escolher até duas opções de faculdades, cursos e turnos dentre as que estão disponibilizadas. 

Mas caso você ainda esteja com dúvida sobre qual curso ou instituição escolher, fique tranquilo (a)! Durante o período de inscrição você pode alterar as opções sem nenhum problema. O site do ProUni só vai considerar válida a última inscrição feita, mas fique esperto (a) com as datas de inscrições!  

Acompanhamento de inscrição

O seu resultado do ProUni começa a ser calculado logo após concluir o prazo de inscrição. E os candidatos são organizados em ordem de acordo com a nota obtida no ENEM. Portanto, as vagas são preenchidas em ordem decrescente, onde a nota mais alta fica em primeiro e a menor nota com a última vaga disponível. 

O ProUni também calcula a nota de corte (menor nota entre os potencialmente selecionados) diariamente, baseado na quantidade de bolsas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos para cada curso. 

Sendo assim, após a atualização já é possível ver se com a sua nota do ENEM, você consegue obter a bolsa na faculdade escolhida e, caso não consiga, você ainda pode alterar as suas opções. 

Divulgação do resultado ProUni

Já a divulgação do resultado do ProUni é sempre disponibilizada após o encerramento do período de inscrição. É nessa etapa que o Ministério da Educação (MEC) avalia todas as inscrições e informações dadas pelos estudantes para selecionar os candidatos com as melhores notas no ENEM. E claro, sempre seguindo os critérios de escolaridade e renda.

As convocações são feitas baseado no número de bolsas ofertadas pelas instituições de ensino. Portanto, após ser convocado (a), você precisa procurar a instituição escolhida para confirmar seus dados e apresentar toda a documentação. Os candidatos são selecionados em sua primeira opção de curso e instituição. Porém, caso o curso escolhido não esteja mais disponível, você será selecionado (a) pela sua segunda opção e assim por diante. As datas para divulgação dos resultados são disponibilizadas na página do Prouni, na aba Cronograma.

Como funciona o processo seletivo do ProUni?

Como funciona o ProUni

O Programa acontece duas vezes por ano, sendo a primeira no 1° semestre do ano e a segunda chamada no 2° semestre. Onde você pode concorrer a bolsas de estudos de 50% a 100% em universidades particulares. Você pode conferir as datas de inscrição no programa no site do Prouni, na aba cronograma.

Mas conforme falamos anteriormente, o primeiro passo para poder se inscrever no ProUni, é participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). E garantir a nota mínima da avaliação, média de 450 pontos nas provas e nota acima de zero na redação. 

O ProUni utiliza a última nota de avaliação do ENEM para selecionar os candidatos. Portanto, se você vai tentar o ProUni 2022, você precisa ter feito o ENEM em 2021, além de cumprir alguns requisitos obrigatórios de escolaridade e renda familiar. 

Provavelmente, você deve estar se perguntando como vai funcionar o ProUni 2021, com o adiantamento do ENEM 2020, certo? Bom, as notas das provas só serão divulgadas no final do mês de março, período que a correção do ENEM ainda não estará disponível. 

Sendo assim, para seleção da primeira chamada do ProUni, foi adotado as notas do Enem 2019 como critério de avaliação. Então não perca tempo e já faz o cálculo da sua média do ENEM e se organize para se inscrever no ProUni e garantir sua bolsa! 

Como funciona a lista de espera?

A lista de espera, também conhecida como bolsas remanescentes, são bolsas que, eventualmente, não foram ocupadas no decorrer do processo seletivo regular do ProUni. Essas bolsas são disponibilizadas novamente, com intuito de dar uma nova oportunidade para que os estudantes garantirem sua bolsa de estudo!

Por isso, é fundamental que você preste bastante atenção no prazo de inscrição, já que as vagas são limitadas e ninguém quer perder essa oportunidade. Mas a boa notícia é que o processo seletivo para as bolsas remanescentes é muito mais fácil do que a seleção tradicional, confira! 

Requisitos para participar da lista de espera:

  1. Prestar qualquer edição do ENEM a partir de 2010; 
  2. Ter conseguido no mínimo 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação;
  3. Ter cursado todo o ensino médio em escolas públicas ou em escolas privadas com bolsa integral; 
  4. Não ter sido aprovado na seleção regular do ProUni;
  5. Pessoas com deficiência não precisam preencher nenhum desses requisitos para participar do processo seletivo para bolsas remanescentes. 

E outra novidade que vai fazer toda diferença na vida dos estudantes, é que você pode conseguir sua bolsa remanescente enquanto estiver cursando a graduação. Portanto, se você estiver matriculado em um curso e quer participar do processo, aproveita! Você pode estudar os semestres que faltam com bolsa de 50% ou sem pagar nada. 

O processo seletivo para bolsas remanescentes acontece, normalmente, após dois meses da seleção tradicional do ProUni. Vale lembrar que a inscrição é feita no site do ProUni e após ser aprovado, você precisa apresentar toda a documentação em até 48 horas. 

Então não deixe de separar com antecedência toda a documentação necessária para comprovar os dados informados na inscrição. 

Quais são os tipos de bolsa do ProUni?

O programa tem duas modalidades de bolsas, sendo uma de bolsa integral e outra parcial de 50% da mensalidade do curso. Entretanto, é fundamental que você preste atenção nos requisitos de renda familiar na hora de se inscrever para qualquer uma das modalidades.

Bolsa integral

Para conseguir a bolsa integral do ProUni, é fundamental que o candidato atenda o requisito de renda familiar bruta mensal de até um salário-mínimo e meio por pessoa.

Bolsa Parcial

Enquanto a bolsa parcial é destinada para os estudantes com renda familiar de até três salários-mínimos por pessoa. 

Atenção para dica importante para candidatos que se enquadram nos requisitos para bolsa parcial! 

Fies e ProUni

Se você se enquadra nas condições para adquirir a bolsa parcial do ProUni, você também pode aproveitar e se cadastrar no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), para financiar o restante das mensalidades da faculdade, caso não consiga uma bolsa integral.

Fala sério, a possibilidade de cursar uma graduação com bolsa parcial do ProUni e ainda financiar o restante das mensalidades é muito atraente para qualquer estudante né?!

Vantagens para instituições que aderem ao ProUni

Se você estava imaginando que o programa ProUni traz benefícios apenas para os estudantes, se enganou. O ProUni também traz benefícios para instituições privadas que aderem ao programa, já que as faculdades participantes recebem incentivos fiscais como, por exemplo, isenção de pagamento de Imposto de Renda, contribuição sobre o Lucro Líquido (CSLL), cofins e PIS.

Os incentivos fiscais podem durar até 10 anos, permitindo que as instituições participantes apresentem bons resultados.  

Bom, agora que você já sabe como funciona o ProUni ficou muito mais fácil garantir sua bolsa, né? Mas caso você não se enquadre em alguns dos requisitos do ProUni, não se preocupe, você ainda pode contar com o seu Amigo Edu para conseguir sua bolsa!

Como conseguir bolsas de estudo com o Amigo Edu?

Como funciona o ProUni

O ProUni possui uma quantidade de bolsa limitado e como você viu, exige alguns pré-requisitos, além de ser bastante disputado pela quantidade de candidatos. Mas você sempre pode contar com o melhor amigo dos estudantes para te ajudar a conquistar a tão sonhada bolsa de estudo.  

No site do Amigo Edu, você consegue fazer vestibulares, escolher universidades e pesquisar bolsas de estudo com até 80% de desconto. O Amigo Edu tem parceria com faculdades de todo o país para graduação e pós-graduação, na modalidade presencial, semipresencial e EaD. Além de proporcionar uma série de vantagens no clube de benefícios. 

Outro diferencial é que com o Amigo Edu, você pode fazer a matrícula em qualquer época do ano e não apenas no início dos semestres. Para isso, basta você seguir o passo-a-passo:

  1. Acesse o site do Amigo;
  2. Pesquise pelo curso de sua preferência e no campo “faculdade” digite o nome da instituição;
  3. Em seguida é só realizar a sua pré-matrícula.  

Pronto, você terá o seu desconto garantido durante todo o curso!

Gostou? Então fique ligado no nosso blog e acompanhe mensalmente as melhores bolsas e dicas do mundo universitário para você começar o seu curso.