O Enem é sigla para Exame Nacional do Ensino Médio, que foi criado em 1998 para avaliar o desempenho dos alunos do ensino médio de todo o Brasil, tanto de escolas públicas, quanto particulares. Mas foi em 2009 que ele ganhou uma importância ainda maior, quando passou a ser utilizado como processo seletivo de universidades públicas e programas do governo, como o SisuProuni e Fies. Hoje é uma das provas mais importantes da vida de qualquer jovem em idade escolar. Essa edição será a primeira vez que terá Enem impresso e digital, por isso vamos te explicar a diferença entre eles, como vai funcionar nesse e nos próximos anos. 🙂

Enem 2020

Após muitas mudanças no cronograma, devido a pandemia do coronavírus e, consequentemente, ao distanciamento social, o Enem 2020 está marcado para acontecer em 2021. As datas são:

  • Enem impresso: 17 e 24 de janeiro
  • Enem digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro
  • Reaplicação da prova: 24 e 25 de fevereiro
  • Resultados: a partir de 29 de março

Essa edição também será a primeira em que o Enem Digital será realizado.

Enem impresso

O Enem impresso é a versão tradicional da prova, que acontece desde 1998. O exame acontece em local já pré-determinado, os alunos precisam chegar com antecedência ao local de prova para achar encontrar seu lugar e se acomodar. Além disso, há uma série de estrições visando a segurança da prova, como a proibição de aparelhos eletrônicos e instruções para quais tipos de material é permitido levar. O candidato recebe caderno de prova com espaço para redação e folha de resposta. Por fim, o estudante tem no máximo 5 horas para realizar todas as questões, além de também não poder sair antes do tempo mínimo estimulado, que geralmente é de 2 horas. Tudo isso, claro, sempre supervisionado por fiscais credenciados.

Nas últimas edições as provas foram realizadas em dois domingos: no primeiro o aluno recebe um caderno de prova com questões de Linguagens e Códigos, Ciências Humanas e a Redação.

Assim, no segundo domingo é a vez das provas de Ciências da Natureza e Matemática. Todas as matérias têm 45 questões cada.

Enem Digital

O Enem 2020 é o primeiro que terá o Enem Digital, que é uma versão atualizada e mais dinâmicas da prova. Por isso, as matérias, número de questões e tempo de prova serão os mesmos do Enem impresso. O Enem Digital também conta com local de prova específico e fiscais durante todo o período. O projeto piloto da prova digital será aplicado de forma voluntária para os interessados, que sinalizaram o seu interesse durante a inscrição para a prova. A princípio o MEC tinha anunciado 50 mil vagas nesse primeiro ano, mas o número foi atualizado para 100 mil.

O exame feito de forma digital vai permitir que as questões sejam mais ricas de materiais, como infográficos coloridos, vídeos e outros conteúdos que se tornarem interessantes para a questão. Assim, há também uma economia com a impressão de papel e um ganho para o meio ambiente. Somente em 2019, mais de 10,2 milhões de provas serão impressas para o Enem. 

O Enem Digital será aplicado nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro e estará disponível nesse momento em 15 capitais:

  • Belém (PA);
  • Belo Horizonte (MG);
  • Brasília (DF);
  • Campo Grande (MS);
  • Cuiabá (MT);
  • Curitiba (PR);
  • Florianópolis (SC);
  • Goiânia (GO);
  • João Pessoa (PB);
  • Manaus (AM);
  • Porto Alegre (RS);
  • Recife (PE);
  • Rio de Janeiro (RJ);
  • Salvador (BA);
  • São Paulo (SP).

Já a prova em papel fica para os dias 17 e 24 de janeiro. O valor da inscrição foi o mesmo para os dois modelos.

Como vai funcionar?

O Enem Digital vai utilizar uma dinâmica muito similar ao Enem presencial. Apesar de digital, a prova não será feita em casa. O candidato deve escolher um dos locais de prova indicados na inscrição e lá terá um computador preparado com a plataforma para fazer a prova.  Todas as questões, inclusive a redação, serão realizadas através dessa plataforma.

Os computadores serão preparados para impedir a abertura de outros programas durante a realização do exame, como navegadores de internet, por exemplo. Em caso de problemas logísticos na aplicação digital, o participante poderá participar da reaplicação, que será feita em dezembro, junto com a aplicação para pessoas privadas de liberdade, que já acontece todos os anos.

Quem pode fazer essa prova?

A prova digital poderá ser feita por qualquer um dos candidatos das capitais acima citadas. Como a versão digital é opcional e com vagas limitadas, caso haja mais candidatos que vagas, a escolha dos participantes seguirá o critério de ordem de inscrição.

Diferença entre Enem digital e Enem impresso

As provas, além de acontecerem em datas diferentes, também terão conteúdos diferentes, com intuito de evitar fraudes.  Mas lógico, o nível das provas e critérios de avaliação são os mesmos, para que nenhum candidato saia prejudicado.

As duas versões do exame serão realizadas aos domingos de forma presencial, e o valor da taxa de inscrição é o mesmo. Candidatos puderam pedir a isenção de taxa para os dois casos, como nos anos anteriores, caso tenham os requisitos necessários para essa isenção.

Segundo o Inep, a prova digital deve ser mais interativa, uma vez que pode utilizar vídeos, infográficos e até mesmo jogos.

Como vai ser nos próximos anos

2020 é o primeiro ano de aplicação do Enem Digital, justamente por isso o número de candidatos que irão realizar essa modalidade do exame é baixo se comparado ao número total.

A ideia é que a aplicação do Enem Digital deve ser progressiva para que em 2026 todas as provas já sejam digitais. O objetivo é que até lá sejam aplicadas ao menos 4 provas regulares ao ano. Assim, os alunos não precisarão esperar até o ano seguinte para uma próxima oportunidade.  

A previsão é de que a prova digital seja aplicada uma vez em 2020, duas vezes em 2021, aumentando a quantidade gradualmente até 2026, ano em que ela deve ser exclusivamente digital.

Agora que você já sabe a diferença entre o Enem Impresso e o Enem Digital, qual prefere?
E você vai realizar o Enem esse ano? Optou por qual: digital ou impresso?

GOSTOU DO CONTEÚDO? COMPARTILHA COM A GALERA!