O curso de Serviço Social é voltado para pessoas que buscam diminuir as desigualdades sociais e fazer disso uma profissão, já que a função do profissional formado nesse curso é garantir que os direitos e políticas sociais sejam aplicados para todos os cidadãos.

Ou seja, o Assistente Social, como é chamado o profissional, trabalha em soluções para melhorar as condições de vida da população na região que atende. Mas como eles fazem isso? É o que vamos entender nesse post. 👇

O curso de Serviço Social   

A faculdade de Serviço Social dura em média 4 anos e é uma graduação do tipo bacharelado, que te prepara para a prática do mercado. Além disso, o curso exige estágio obrigatório e o Trabalho de Conclusão de Curso, o famoso TCC.

Confere algumas matérias da grade curricular:

  • Antropologia
  • Assessoria e Consultoria em Serviço Social
  • Desenvolvimento Local e Territorialização
  • Direitos Humanos
  • Educação Inclusiva
  • Família e Sociedade
  • Filosofia
  • Formação Social, Econômica e Política no Brasil
  • Fundamentos das Políticas Sociais
  • Gestão do Sistema Único de Assistência Social
  • Movimentos Sociais
  • Pesquisa em Serviço Social
  • Planos e Projetos de Intervenção Social
  • Política de Seguridade Social
  • Política de Atenção à Criança, Adolescente e Idoso
  • Psicologia

O profissional: Assistente Social  

O Brasil, como ainda é um país bastante desigual, a demanda por Assistentes Sociais abrange todas as esferas públicas, desde os municipais, estaduais, até os federais. Por isso, segundo o Conselho Federal de Serviço Social, é nesses setores públicos que a maioria dos formados na área trabalha. Mas há também espaço para esse profissional em ONGs, associações, movimentos sociais, escolas, presídios e hospitais, entre outros. Assim, de forma resumida, podemos dizer que basicamente em todo lugar onde as pessoas precisem, literalmente, de uma assistência para garantir seus diretos humanos é necessário um Assistente Social.

O Assistente Social normalmente exerce atividades como:

  • Identificar as demandas da sociedade relacionadas a direitos humanos e políticas públicas
  • Elaborar, implementar e avaliar programas e políticas sociais
  • Orientar a população na busca de recursos e atendimento para seus direitos
  • Prestar assessoria para entidades governamentais, ONGs e movimentos sociais

 E tudo isso pode ser feito em diversas áreas como:

  • Saúde
  • Habitação
  • Família
  • Trabalho
  • Gênero
  • Reabilitação
  • Previdência social

Nos setores públicos, por exemplo, o Assistente Social pode trabalhar em Secretarias de Assistência Social, Casas Lares, INSS ou programas como Bolsa Família.

Mas na área da saúde esse profissional vai lidar com prevenção de doenças, vacinação e acesso aos recursos básicos.

Já quando se trata de questão de gênero, o Assistente Social trabalha com comunidades LGBT, para citar alguns exemplos.

Dessa forma, é importante ressaltar que esse profissional, por estar ajudando pessoas em casos de desigualdade, pode ter contato com muitas situações vulneráveis e delicadas.

Quanto ganha um Assistente Social

Segundo o CAGED (Central Geral de Empregados e Desempregados), o salário médio de um Assistente Social no Brasil é de R$2.473,50. Esse valor pode variar bastante conforme a cidade, área de atuação dentro do serviço social e se o cargo é concursado ou não, por exemplo.

Onde estudar Serviço Social

Existem cursos de Serviço Social em todo o Brasil, tanto presencial, semipresencial, quanto EaD. No Amigo Edu você pode pesquisar a faculdade mais perto de você e ainda conseguir uma bolsa de estudo de até 80%.