Já falamos aqui sobre diversos vestibulares digitais que as instituições de ensino superior vêm fazendo, muitas inclusive em parceria com o Amigo Edu. Como essa modalidade de processo seletivo deve ser uma das únicas formas de ingresso no próximo semestre, por conta do distanciamento social, vamos explicar com detalhes como funciona a segurança do vestibular digital, para que você não tenha dúvidas de que ele vale tanto quanto uma prova presencial.

Os vestibulares digitais podem ter diferenças conforme a necessidade de cada instituição. Eles podem, por exemplo, ser compostos de questões objetivas, questões dissertativas e uma redação, ou mesmo só uma das opções. Mas fiquem tranquilos, o candidato que se inscrever receberá todas as orientações antes da sua prova, conforme a instituição escolhida.

De qualquer forma, todas seguem um padrão de segurança da informação bem rígidos, fazendo com que a prova seja um processo seguro tanto para a instituição, quanto para o aluno.  As faculdades podem estabelecer padrões como:

Documentoscopia

O candidato tem a opção de inserir seus documentos no sistema do vestibular digital, juntamente com uma foto no estilo selfie. Esse documento pode ser RG, CNH ou qualquer um válido com foto e é preciso que as imagens sejam anexadas frente e verso, ou seja, com a parte da foto e da assinatura. Com isso, é feito um comparativo via sistema que reconhece se os documentos pertencem a mesma pessoa da selfie.

Reconhecimento facial

Além da documentoscopia, que já faz uma parte do reconhecimento facial através das análises das fotos, durante a prova o aluno também é constantemente fotografado, em um intervalo de poucos segundos. Além de ser mais uma ferramenta de reconhecimento facial, essas fotografias registradas pelo sistema do vestibular digital também permitem saber se a pessoa fez a prova sozinha ou teve a ajuda de alguém. Todo esse procedimento, lógico, é informado aos participantes nos termos de realização da prova.

Bloqueio de outros programas

Pelo vestibular digital do Amigo Edu, também é possível bloquear o acesso a outros programas durante a realização da prova, além de saber se ele saiu da aba do vestibular em algum momento.

Antiplágio

Ao finalizar o vestibular, a redação passa automaticamente por uma verificação antiplágio, que é composta por um sistema que busca se o texto é original e se não há palavras desconectas. Caso esteja tudo ok com essas duas vertentes, o aluno pode receber uma pré-aprovação 3 minutos após a finalização da prova.

Relatórios

Todas essas funcionalidades geram relatórios que são enviados para a instituição que aplicou a prova, fazendo com que eles possam analisar com cuidado cada item e utilizar desses critérios para seguir com o processo seletivo do candidato ou não.

Correção

Após a análise de todos esses critérios técnicos de segurança, a prova do candidato segue para a correção humana. Essa correção pode ser feita tanto pela instituição, quanto pelo Amigo Edu.

Matrícula

E por fim, depois de ter passado em todas as etapas, chegou a hora da tão sonhada matrícula! O Amigo Edu também possibilita que esse processo seja feito todo online, sem que o futuro universitário precise sair de casa. Matrícula, assinatura de contrato e envio de documentação feitos direto pelo computador ou celular do aluno.

Pixel

Para as IES, também é interessante saber que é possível, através de um pixel instalado no site, saber da onde vem aquela inscrição. Assim elas conseguem saber qual meio de captação está sendo mais efetivo.

Vale lembrar que tudo isso é adaptável conforme a instituição, que escolhe quais regras, termos e estruturação de segurança que necessita para o seu vestibular digital.  

Em pouco mais de 2 meses, já foram mais 70 mil inscrições. Para os alunos interessados em realizar o vestibular digital, basta acompanhar o Blog do Amigo que divulgaremos as próximas datas de provas.

Para universidades interessadas em implementar essa plataforma, basta entrar em contato através do e-mail  [email protected].

GOSTOU DO CONTEÚDO? COMPARTILHA COM A GALERA!